Conhecendo as mulheres bíblicas – Parte 3: Judite e a aflição de Israel

01-judith.ngsversion.1553275804220.adapt.1900.1

O livro de Judite é a história de como Deus, mais uma vez, livra os israelitas de uma destruição violenta, e faz isso por meio de uma mulher.

No décimo segundo ano do reinado de Nabucodonosor sobre os assírios, ele entra em guerra contra o rei dos medos (pronuncia-se mé-dus), Arfaxad, e convoca homens de várias nações para compor seu exército. Jerusalém está entre essas nações, e rejeita o chamado de Nabucodonosor.

Nabucodonosor ficou furioso contra todos esses países e jurou por seu trono e seu reino que havia de vingar-se de todos os territórios […]

(cf. 1, 12)

Seis anos após jurar que se vingaria das nações, Nabucodonosor convoca seus oficiais e ordena ao chefe de seu exército, Holofernes:

Assim fala o grande rei, o senhor de toda a terra: sairás de minha presença e tomarás contigo homens seguros de sua força, até cento e vinte mil infantes, e uma multidão de cavalos com doze mil cavaleiros. Partirás ao ataque de toda a terra a ocidente, porque desobedeceram a palavra de minha boca.

(cf. 2, 5)

Em sua ira, o rei Nabucodonosor promete que cobrirá toda a terra com seu exército, entregará o povo ao saque, os ferirá e encherá seus rios de mortos. (1, 7-8)

Holofernes deixa a presença do Rei e, convocando o exército de Assur à guerra, começando por devastar várias cidades próximas à Judéia (cf. 2 , 14-28). Os Israelistas, Habitantes da cidade, ao ouvirem as notícias de destruição ficam aterrorizados:

Os filhos de Israel que habitavam a Judéia souberam de tudo o que Holofernes, comandante-em-chefe de Nabucodonosor, rei dos Assírios, fizera às nações e de como devastara seus santuários, entregando-os à destruição. Ficaram extremamente atemorizados por causa dele e a angustiados por Jerusalém e pelo templo do seu Deus.

cf. 4, 1-2

E a aflição de Israel leva seus filhos a buscarem a ajuda de Deus:

Todos os homens de Israel clamaram a Deus com grande ardor e com grande ardor jejuaram: eles, suas mulheres, seus filhinhos e seus rebanhos; e todos os estrangeiros residentes, seus assalariados e seus escravos cingiram os rins com panos de saco. Todos os homens de Israel, as mulheres e as crianças que moravam em Jerusalém prosternaram-se diante do templo, cobriram suas cabeças com cinza e desdobraram seus panos de saco diante do Senhor. Cercaram o altar com um pano de saco e clamaram ao Senhor com ardor unânime, para que não entregasse as criancinhas à pilhagem, suas mulheres ao rapto, as cidades de seu patrimônio à destruição e o lugar santo à profanação e ao ultraje triunfante das nações.

cf. 4, 9-12

E aqui mora o ponto máximo dessa história. Os Israelitas naquele tempo haviam acabado de ser libertos do exílio da Babilônia, e haviam acabado de consagrar a Deus o templo que havia sido tomado e profanado pelo rei Nabucodonosor. Imagine você assistir tudo o que mais ama ser destruído e seu povo levado cativo por uma naçã pagã. E pior do que isso, ver diante dos olhos uma nova ameaça pouco tempo após ser liberto. Dá para imaginar o quão terrivelmente assustado estava todo o povo da Judéia.

E o que fazem? Recorrem ao Senhor.

É maravilhoso, regozijante, confortador acima de qualquer coisa, pensar na resposta pequena, simples e poderosa do povo: recorrer ao Senhor!

Deus já havia operado coisas grandes e humanamente impossíveis em favor de seu povo no passado, e eles (os israelistas) sabiam disso. Suas ações partem de um povo que conhece o Deus que tem, e confia em sua força. O povo não traça um plano e nem combina uns com os outros que irão pedir a ajuda de Deus apenas caso seu plano falhe, Deus é o próprio plano.

E como todas as vezes em que vemos o povo de Deus recorrer a Ele, Deus ouve seu povo:

O Senhor ouviu suas vozes e olhou para a sua aflição.

cf. 4, 13

Continua…


Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s